CTG Hermagoras Rolim - Inhacorá/RS

Patroa: Danieli de Almeida Oliveira

Endereço: Rua Napoleão Moreira Bueno, 325 – Centro

 

HISTÓRIA

Inhacorá na história conhecido como Nhucorã, grande campo de ervais pertencente aos ervais das Missões, sobre cuidado dos jesuítas, o qual foi descoberto pelo General Manuel Luiz Osório, que ganhou o título de Marques do Herval e mais tarde se tornou uma grande fazenda, que foi doada pelo Estado a um Capitão do Exército, pelos grandes serviços prestados em favor da pátria, em saldo, por ter participado da Guerra do Paraguai. O povoamento iniciou porque o Capitão, que era um homem que não gostava de solidão, doou parte de suas terras a colonizadores. O povoado se formou à margem do Lageado Engenho.  As primeiras famílias foram os Rolim de Moura, Correa Taborda e Pires. Ao se estabelecerem, os primeiros moradores foram pouco a pouco aumentando, e dentro do povoado criaram-se três casas comerciais, assim sendo a comunidade também conhecida como “Três Vendas do Inhacorá”.

A população foi crescendo, mas Inhacorá ainda era um distrito, nesta época pertencente a Santo Ângelo. A primeira associação que surgiu foi a Sociedade Recreativa e Esportiva Guarany no ano de 1945. Com o movimento que iniciou em 1947 dos primeiros passos do tradicionalismo, com o surgimento do primeiro CTG no RS, em Inhacorá um grupo de campeiros que faziam parte da Sociedade Recreativa começaram a organizar um piquete chamado Querência da Serra, com o fortalecimento deste piquete em 1977 os participantes se reuniram e decidiram ampliar para Centro de Tradições Gaúchas e também para mudar o nome, o qual foi escolhido HERMAGORAS ROLIM, em homenagem a uma pessoa que conviveu na comunidade, sendo uma ilustre e importante liderança.

A partir de 26 de outubro de 1977 construiu-se a sede do CTG apenas com doações dos sócios fundadores. A sede foi sendo ampliada e melhorada conforme as condições financeiras da época.

No ano de 2007 passou por uma triste fase de sua existência, foi atingido por um enorme temporal que levou toda a sua cobertura e parte de sua fachada. Sem recursos para uma reforma adequada, o galpão recebeu apenas uma reforma ocupando na cobertura o mesmo zinco. Por ser todo de madeira, cada patronagem que passou foi construindo um pouco de paredes de material, mas a cobertura continuou a mesma.

No ano de 2017 o CTG completou seus 40 anos de existência e para a felicidade de todos os seus sócios ganhou uma estrutura de cobertura toda nova, feita de zinco e metal, isso graças a venda de uma área de terra, de propriedade do CTG, onde ficava uma antiga hípica, que não funcionava mais.

Nestes anos de história conseguiu fazer com que o tradicionalismo se tornasse essência do município, levando Inhacorá a possuir o codinome de Celeiro da Tradição, por suas grandes participações e conquistas de títulos em nível regional e estadual. Realiza todo o ano os eventos mais grandiosos do município, o Rodeio crioulo e a Semana Farroupilha.